Destaques Igreja no Mundo

Fundação Pontifícia “Ajuda à Igreja que Sofre” realiza encontro em BH

“Em verdade eu vos digo, que todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes!”Mt 25,40
Atentos ao chamado de Jesus ao cuidado com os mais necessitados a associação Aid to the Church in Need (ACN) “Ajuda a Igreja que sofre”, promoveu em Belo Horizonte um encontro com os benfeitores dessa obra no final do mês de março (23/03), na Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem.
O encontro teve como assessores os voluntários da ACN, Bruno Redigulo e Tatiana Ludus, que mostraram os trabalhos que estão sendo desenvolvidos pela ACN em todo o mundo.
A Diocese de Sete Lagoas esteve representada pelo seminarista Willian Avelar que está no último ano de Teologia.
Seminarista Willian Avelar
Breve histórico 
A ACN é uma Fundação Pontifícia com sede no Vaticano, que foca sua assistência na Igreja, onde ela é mais carente ou perseguida. Mais de 60 milhões de pessoas são beneficiadas – todos os anos – por meio dos mais de 5 mil projetos apoiados pela ACN em cerca de 140 países, incluindo o Brasil. A ACN é a ponte que liga quem pode ajudar àqueles que precisam de ajuda. Os recursos que a ACN dispõe são frutos da generosidade individual dos benfeitores que, juntos, fazem um verdadeiro milagre da multiplicação, levando assim a dignidade e a esperança aos pequeninos e mais necessitados de nosso tempo.
A ACN nasceu do sofrimento e da necessidade extrema de um povo que sentiu na própria pele a barbárie da maior guerra do planeta, a II Guerra Mundial. A Alemanha foi totalmente destruída e seu povo jogado nas piores condições humanas imagináveis. Diante deste quadro trágico surge uma esperança que consegue amenizar, ao menos um pouco, a dor deste povo marcado por uma batalha que não teve vencedores.
Em 1947, após a Segunda Guerra Mundial, o padre holandês Werenfried van Straaten viu a miséria em que viviam os alemães que permaneceram em sua pátria. Inquieto com a situação escreveu um artigo desafiador, pregando o amor e a reconciliação aos que antes eram inimigos da Alemanha. Não demorou até que sua voz encontrasse corações generosos e sensíveis: milhares de pessoas passaram a ajudá-lo. Como a Europa estava dizimada pela guerra, eram poucos os que podiam ajudar com dinheiro; muitos doavam algo de casa, algum alimento. Toucinho era um alimento comum entre os mais humildes daquela região e o que mais se conseguiu arrecadar, conferindo ao padre Werenfried o apelido de “Padre Toucinho” (assim chamado, pois o toucinho era o alimento mais em conta comprado por ele para alimentar os mais carentes).
Padre Toucinho observou que as pessoas que doavam sentiam uma profunda e autêntica alegria em seus corações e percebeu que o gesto da caridade não levava felicidade e alento apenas para os que seriam ajudados, mas também para os que estavam ajudando. A verdade bíblica se confirmava: “há mais felicidade em dar do que em receber” (At 20,35). Nascia então a ACN! (Kirche in Not em alemão). À medida em que o auxílio chegava aos mais necessitados – não mais somente na Europa – a ACN se tornava conhecida e os Papas pediam que se expandisse ainda mais a obra, não apenas para aqueles que passavam necessidades por conta da guerra, mas para todos os que sofriam por viver a sua fé.
Fonte: Site da ACN
Fotos e texto: Sem. Willian Avelar

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Voz do Pastor

Dom Aloísio Vitral

Quinto Bispo da Diocese de Sete Lagoas, empossado para essa Igreja Particular no dia 16 de Dezembro de 2017.

Rádio Diocesana”></a></p>
</div>
		</div><div id=

Share This