Igreja no Mundo

Papa a bispos franceses: perseverar na luta contra a pedofilia

Francisco, em mensagem nesta última segunda-feira (5) assinada pelo secretário de Estado, Card. Pietro Parolin, encoraja o episcopado francês a perseverar com “determinação” na luta contra a pedofilia e a permanecer fiel à linha de “tolerância zero” contra os crimes. Os bispos estão reunidos em Lourdes.

O Papa Francisco enviou uma mensagem aos bispos franceses, assinada pelo secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin. A Conferência Episcopal, reunida em assembleia no Santuário de Lourdes, no interior da França, atualmente enfrenta a questão dos casos de abusos dentro da Igreja, em vista dos recentes fatos que emergiram, e, junto às vítimas, discutem temas relacionados, inclusive de prevenção dos mesmos.

Num contexto difícil, caracterizado principalmente pelos “graves erros cometidos por alguns membros da Igreja”, o Papa Francisco também motiva a “não esquecer de reconhecer e apoiar a humilde fidelidade vivida no dia a dia, com a graça de Deus”, por tantos padres, religiosos e religiosas, consagrados e leigos.

Bispos encontram vítimas em Lourdes

O Pontífice também fala da importância do acolher e do escutar as vítimas que têm feridas “que nunca conhecerão prescrição”, num trabalho que deve ser feito com determinação em busca da “tolerância zero” contra os crimes, “para que cada batizado se sinta envolvido na transformação eclesial e social da qual tanto precisamos”. De fato, no sábado (3), os mais de cem bispos franceses reunidos em Lourdes encontraram pela primeira vez as vítimas de abusos.

Jovens também precisam de acompanhamento

Na mensagem, Francisco também toca outras questões que o episcopado está trabalhando nestes dias, como o acompanhamento e a evangelização dos jovens. O Pontífice convida a “invocar fortemente o Espírito Santo” para que a Igreja possa se abrir a “novos caminhos em sintonia com as expectativas dos jovens e com a busca de uma espiritualidade profunda e de um sentido de pertença mais concreta”.

Enfim, o Santo Padre encoraja os bispos franceses a “promover uma cultura do encontro dentro da sociedade”.

(Fonte: Sir)

Share This