Destaques Voz do Pastor

Carta Pastoral: Eleições 2018

como utilizar a urna eletrônica

O olhar de Jesus sobre a realidade

Contam as Escrituras que quando Jesus se aproximava de Jerusalém e viu a cidade, chorou. “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas aqueles que te foram enviados! Quantas vezes eu quis reunir teus filhos como uma galinha reúne seus pintinhos debaixo das asas, mas não quiseste! Se tu compreendesses o que te pode trazer a paz! Agora, está escondido aos teus olhos!”

Podemos atualizar esta passagem: se o Mestre se aproximasse de nossa cidade – qualquer cidade do nosso Brasil! – certamente choraria. E choraria, porque também nós ainda não compreendemos Aquele que nos trouxe a Paz.
Olhamos a realidade, mas não a vemos em profundidade, porque nos falta o olhar de Jesus. Aquele olhar puro, desarmado e despido de interesses pessoais, mas pleno de desejos de Justiça e de Fraternidade.

O caminho para nossa conversão, Ele mesmo – o Mestre – nos indicou: é só segui-lo!

Foi o que aconteceu com Levi, que chamado por Jesus, logo O seguiu e se tornou o apóstolo-evangelista Mateus, que todos conhecemos. Até então, Levi deixava que a vida o levasse docemente, exercendo a função de cobrador dos impostos de seu povo para o Império Romano. E se enriquecia com o dinheiro que coletava. Chamado por Jesus, encheu-se de coragem e trocou seu conforto acomodado pela Paz do Cristo, a Alegria verdadeira.

Cada um de nós, hoje, tem seu lugar e função na sociedade. E, cada um ao seu jeito, nós a vamos exercendo, tentando cumprir nossa missão.

Vivemos um momento extremamente importante: aproximam-se as eleições. Elas fazem parte da nossa cidadania e delas devemos participar, quer como eleitores, ou como candidatos. Boa oportunidade para não permitirmos deixar que ‘a vida nos leve’, mas para nos tornarmos atores dos acontecimentos, transformando-os a partir do olhar de Jesus sobre eles. A grande tentação é pensar que nossa parte é muito pequena, quase insignificante. Não deixemos que a desesperança tome conta de nós. Assumamos a porção que nos toca, por pequena que aparentemente seja, porque ela traz em si a força da União e da Esperança.

Olhemos a realidade destituídos de interesses pessoais, mas tomados pela certeza de que estamos participando da história – a História do Reino de Deus que se encontra dentro de nós – e para isto é essencial olharmos o mundo com o olhar de Jesus.
Desejo que a Luz do Espírito Santo nos ilumine e que nossas atitudes existenciais sejam sempre sinais e afirmação da nossa Fé.

A Bênção do Pai Misericordioso cubra nossa caminhada de volta ao Lar Paterno.

+ Aloísio Vitral
Bispo de Sete Lagoas

Sete Lagoas, 29 de março de 2018

Voz do Pastor

Dom Francisco Cota

Dom Francisco Cota

Em 10 de junho de 2020 foi nomeado pelo Papa Francisco, o sexto bispo da Diocese de Sete Lagoas (MG).

Agenda Diocesana

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹jun 2021› » 
Share This