Destaques Formação Permanente

Dia Mundial dos Pobres: Este pobre clama e o Senhor o escuta

Neste domingo, 18 de novembro, celebramos o 2º Dia Mundial dos Pobres, instituído pelo Papa Francisco. É um dia celebrativo, na alegria da festa com os pobres, que não se reduz a um dia.

Inspirado no lema “Este pobre clama e o Senhor o escuta”, faz o convite cotidiano para a Igreja escutar os pobres. Quem são eles? São os refugos humanos da sociedade do descarte. No Brasil, oito milhões abaixo da linha da pobreza, e no mundo, oitocentos milhões. Seus clamores chegam aos céus.

A partir deste salmo, o Papa ressalta três verbos: a) Clamar – é um convite a silenciar diante dos pobres para escutar seu grito, sua voz e seus gemidos; b) Responder – é cuidar das feridas, repor a justiça. É o envolver-se, apreciá-lo como pessoa. Ele não é objeto, é meu irmão e minha irmã; c) Libertar – é estender a mão, integrá-lo na sociedade, dar-lhe autonomia.

Pode parecer assistencialismo e obra meritória que nos compraz. Não! O pobre é meu amigo e irmão. Ele não é sobra nem coisa, muito menos número de nossos méritos.

Algumas paróquias celebram este dia com uma semana de festa. Neste tempo, encurtam-se as distâncias, abrem-se os espaços “sagrados” para acolhida e encontro destes irmãos.

O Papa Francisco é a testemunha deste dia, na acolhida e no envolver-se com os pobres. Na Europa, proíbe a venda de templos e construções da Igreja para destiná-los ao abrigamento dos pobres. Para a Igreja do Rio de Janeiro, dá-lhe a estátua denominada ” JESUS SEM TETO”, em tamanho natural, que ficará na praça em frente à catedral, a ser inaugurada neste dia 18.

“Jesus sem teto” é o nome da obra de arte o Papa enviou ao Brasil, para a Arquidiocese do Rio de Janeiro; a estátua é de autoria do artista canadense Timothy P. Schmalz e será exposta à visitação do público.

Que os pobres sejam nossos mestres! Sejamos nós aquela prostituta, que vendo Leo próximo do bordel quis saber o que ele fazia ali. E o menino disse — Eu vivo na rua. Ela pergunta — Você comeu? Leo — Ainda não. Ela disse — Venha! E todas as noites agasalhava e alimentava Leo. Então, lhe perguntei — Leo, quem é sua mãe verdadeira? — Tio Mauricio, a única mãe que conheço é aquela prostituta.

Pe.Warlem Dias, pároco da Paróquia Nossa Senhora das Graças e Coordenador Diocesano das Pastorais Sociais

Em tempo: 

Leia na íntegra a Carta do Papa para o 2º Dia Mundial dos Pobres :

https://w2.vatican.va/content/francesco/pt/messages/poveri/documents/papa-francesco_20180613_messaggio-ii-giornatamondiale-poveri-2018.html

 

Iniciativas pela Diocese

Em consonância com as comemorações  algumas paróquias estão realizando iniciativas de cunho social. Acompanhe as programações :

Semana Social da Catedral de Santo Antônio (18 a 24/11) 

“Bem- aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o Reino dos céus!”(Mateus 5,3)

  • 19/11 – Segunda- feira -19h – Dia do Voluntariado Social- Santa Missa na Catedral
  • 20/11 – Terça- feira – 13h às 17h – Tarde de Beleza

18h – Mães que oram pelos filhos e Santa Missa na Rua Marcílio Dias

  • 21/11 –Quarta- feira 15h –  Núcleo do Câncer
  • 22/11 – Quinta- feira –  Dia Nacional de Ação de Graças- Pastorais, Movimentos e Associações
  • 23/11 – Sexta- feira – 19h celebração da Juventude com o Coral das Crianças
  • 24/11 –Sábado- Missa e Confraternização na Fazenda de Recuperação, saída às 8h e almoço na fazenda.

Informações (31) 3773- 2125 / Email: [email protected]

Paróquia Nossa Senhora das Graças 

Dia mundial dos pobres – “Este pobre clama e o Senhor o escuta”(Sal 34, 7)

8h às 13h – Acolhida dos irmãos em situação vulnerável com partilha, celebrações e atividades para crianças e adultos.

 

Voz do Pastor

Dom Francisco Cota

Dom Francisco Cota

Em 10 de junho de 2020 foi nomeado pelo Papa Francisco, o sexto bispo da Diocese de Sete Lagoas (MG).

Agenda Diocesana

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 « ‹jul 2021› » 
Share This