Destaques Formação Permanente Notícias da Diocese

O Juíz e a viúva: um caso de amor

Em tempos de amor líquido, de relações descartáveis, de desrespeito aos sentimentos mais profundos da intimidade humana, a orientação é: “REZAR SEMPRE”! No Evangelho, Jesus conta a história de uma viúva que não desistia de pedir justiça, mesmo quando o juiz é lento e demora a tomar uma atitude. Num dado momento, ele se toca! Chega a hora de atender ao pedido antes de provocar a ira ou revolta da insistente solicitante. Podemos aprender muitas coisas com essa história: nunca desista quando se trata de justiça; não ter medo de perseverar quando estamos certos do caminho; “água mole em pedra dura…”; o grito dos justos gera medo nos poderosos. No entanto, precisamos notar que por traz das histórias de Jesus, há sempre algo mais.

Nossos tempos são de muita correria, aceleração e agitação. No trânsito ninguém tem paciência com os sinais. A internet precisa ser a mais rápida e potente que as fibras ópticas conseguirem. Os movimentos precisam ser precisos e instantâneos. Agenda lotada é sinal de sucesso e prosperidade. Tudo está “hiper-super-acentuadamente-acelerado”! UFÁáá… essa expressão demonstra o quanto estamos cansados em ter que manter esse ritmo e não nos damos conta das sequelas provocadas por esse processo. Uma sociedade cada vez mais doente e adoecida pela ansiedade, depressão e medo.

Nas entrelinhas da história do Evangelho o juiz se dá conta de que há possibilidade de atender à viúva que insiste, persevera e busca outra experiência de vida. Ela já esteve marcada pelos sinais de morte produzidos pela sociedade hiper moderna. Agora ela aprendeu! Não desiste de buscar vida: justiça. Isso toca o coração do juiz, que parece lento, mas ao contrário, também sabe que há um tempo certo para cada decisão.

Às vezes queremos que Deus haja no nosso ritmo, no nosso movimento, do nosso modo hiper mega acelerado. Ele tem conosco UM CASO DE AMOR! E o amor é paciente, tem outro ritmo de vida, de cuidado, de realização, de decisão, de aplicação da justiça.

Padre Evandro Alves 

Voz do Pastor

Dom Francisco Cota

Dom Francisco Cota

Em 10 de junho de 2020 foi nomeado pelo Papa Francisco, o sexto bispo da Diocese de Sete Lagoas (MG).

Agenda Diocesana

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹Maio 2021› » 
Share This