No último domingo, 17, as dioceses de todo o mundo realizaram a abertura da etapa diocesana do Sínodo dos Bispos sobre sinodalidade. Um momento importante e que mostra a vitalidade da igreja e a disposição para atender o apelo do Papa Francisco: por uma igreja sinodal – comunhão, participação e missão. E qual o papel da comunicação, da Pastoral da Comunicação neste processo sinodal?

Primeiramente, de participar ativamente da etapa diocesana, a partir de sua realidade eclesial: comunidade, paróquia e diocese. Esta primeira fase busca promover a experiência de caminhar juntos, de escutar uns aos outros no caminho sinodal.A outra forma de colaboração da Pascom na caminhada sinodal é privilegiar a produção de conteúdos voltados para explicar o que é sínodo, quem pode participar, como participar e dar ampla visibilidade a cada etapa. A Secretaria Geral do Sínodo divulgou o documento preparatório e o Vade-mécum da Assembleia sinodal de 2023, especialmente para esta primeira etapa realizada nas dioceses.

Uma boa dica é tornar acessível este conteúdo por meio de matérias nos sites, podcasts, pequenos vídeos e cards para redes sociais. Devemos usar da criatividade para tornar fecundo este caminho. O documento afirma que“para sensibilizar e encorajar a participação, pode-se fazer ampla publicidade sobre o Sínodo, de modo a comunicar o seu significado e os seus objetivos e de que forma as pessoas podem participar nele.” É de extrema importância que todos – todos, sem exceção – sintam-se parte neste processo. A questão fundamental do Sínodo é a seguinte: “Uma Igreja sinodal, ao anunciar o Evangelho, “caminha em conjunto”. Como é que este “caminho em conjunto” está a acontecer hoje na vossa Igreja local? Que passos é que o Espírito nos convida a dar para crescermos no nosso “caminhar juntos”?

O que é a sinodalidade?

O vade-mécum, para responder esta pergunta, afirma que “ao convocar este Sínodo, o Papa Francisco convida toda a Igreja a refletir sobre um tema que é decisivo para a sua vida e missão: O caminho da sinodalidade é precisamente o caminho que Deus espera da Igreja do terceiro milênio”. Continua o documento que, “refletindo juntos sobre o caminho feito até agora, os diversos membros da Igreja poderão aprender com as experiências e perspectivas uns dos outros, guiados pelo Espírito Santo” (Documento Preparatório 1). Iluminados pela Palavra de Deus e unidos em oração, seremos capazes de discernir os processos para procurar a vontade de Deus e dar seguimento aos caminhos para os quais Deus nos chama – rumo a uma comunhão mais profunda, a uma participação mais plena e a uma maior abertura ao cumprimento da nossa missão no mundo. A Comissão Teológica Internacional (CTI) descreve assim a sinodalidade (nn. 3 e 70):“Sínodo” é uma palavra antiga e veneranda na Tradição da Igreja, cujo significado recorda os conteúdos mais profundos da Revelação. […] Indica o caminho que os membros do Povo de Deus percorrem juntos. Remete, portanto, para o Senhor Jesus que se apresenta a si mesmo como «o caminho, a verdade e a vida» (Jo 14,6), e para o fato de os cristãos, seguindo Jesus, serem chamados nas origens «os discípulos do caminho» (cf. At 9,2; 19,9.23; 22,4; 24,14.22). A sinodalidade designa, antes de mais, o estilo peculiar que qualifica a vida e a missão da Igreja, exprimindo a sua natureza como Povo de Deus que caminha em conjunto e se reúne em assembleia, convocado pelo Senhor Jesus na força do Espírito Santo para anunciar o Evangelho. Ela deve exprimir-se no modo ordinário de viver e de agir da Igreja.

Oração pelo Sínodo

Uma das formas do pasconeiro participar do Sínodo é por meio da oração. O Vade Mecum apresenta a oração chamada Adsumus Sancte Spiritus, que foi usada historicamente em Concílios, Sínodos e é atribuída a Santo Isidoro de Sevilha.

Para o caminho sinodal de 2021 a 2023, todo o povo de Deus é chamado é a rezá-la em qualquer grupo ou assembleia.

Aqui estamos, diante de Vós, Espírito Santo: estamos todos reunidos no vosso nome.
Vinde a nós,
assisti-nos,
descei aos nossos corações.
Ensinai-nos o que devemos fazer,
mostrai-nos o caminho a seguir, todos juntos.
Não permitais que a justiça seja lesada por nós pecadores,
que a ignorância nos desvie do caminho,
nem as simpatias humanas nos torne parciais,
para que sejamos um em Vós
e nunca nos separemos da verdade.
Nós Vo-lo pedimos
a Vós que, sempre e em toda a parte,
agis em comunhão com o Pai e o Filho pelos séculos dos séculos.

Amém.